portfolio

A cidade pode ser educadora? Projeto Ciberespaço

A cidade pode ser educadora?

Com essa questão os alunos do ensino fundamental anos finais do Colégio Franciscano Stella Maris foram a campo investigar e coletar informações para compreender o real papel da cidadania em tempos de individualização e precarização dos espaços públicos.
A atividade de campo interdisciplinar consistiu em investigar o parque do Ibirapuera no município de São Paulo, objetivando compreender as possibilidades de aprendizagem em espaços urbanos através das múltiplas estações planejadas pelos professores. Temas curriculares foram tratados em campo como a questão da população afro-brasileira em visita ao museu Afro, as entrevistas buscando coletar dados sobre as impressões das pessoas em relação as condições urbanas, alimentação saudável e doenças, sendo que estas informações foram organizadas em um mapa colaborativo realizado no Google maps e posteriormente discutidas em sala de aula. Abaixo segue o mapa colaborativo produzido sobre as impressões de nossos educandos e a possibilidade de tornar a aprendizagem exequível em espaços urbanos.
https://drive.google.com/open?id=1aSONm0O7EvLyleM54dzVTyIe3j8

As ideias apresentadas nesta saída de campo estão consubstanciadas em uma educação comprometida com valores democráticos e com responsabilidade social, onde o principal conceito explorado foi o de cidadania, pensado e centrado na participação política, conectada a uma democracia participativa, estabelecendo uma relação entre cidadania e espaço público, visando superar a ideia de cidadania exclusivamente ligada as normas legais e pensando a mesma sob a perspectiva de interdependência entre direitos dos indivíduos e direitos públicos, cuja a universalidade é a principal categoria para garantir a todos os direitos universais e democráticos de viver e existir em uma cidade justa e solidária.

Thiago Vale